Trata-se de tubos de pequeno diâmetro inseridos ao longo do corpo de taludes, com o objetivo de coletar águas infiltradas ou procedentes de lençol freático, minimizando as condições de subpressões existentes, reduzindo e afastando as redes de fluxo, resultando em uma maior estabilidade.

Deve ser executados após a conclusão de todas as operações de terraplenagem necessárias nas áreas próximas.

Controle de Qualidade
O controle consiste na verificação da posição e profundidade de cada dreno executado, além da conferência da disposição das ranhuras ou orifícios dos tubos de PVC, dimensões e acabamento das bocas de saída.

O processo deve obedecer cada uma das seguintes etapas:

Locação dos pontos de instalação, de acordo com o previsto no projeto.

Instalação do equipamento de perfuração. Neste tipo de operação podem ser necessários andaimes de madeira ou estruturas similares, variando de acordo às condições específicas de cada local.

Execução da perfuração, até a profundidade especificada no projeto. A água utilizada ou resultante desta etapa, deve ser canalizada e disposta de maneira a não causar danos ao talude ou encosta. O sistema de perfuração deve ter recurso para utilização de camisa metálica, revestimento, e perfuração com ar comprimido.

Instalação dos tubos de PVC com ranhuras, previamente envolvidos pelo geotêxtil, de acordo com as especificações do projeto-tipo adotado.

Selagem com calda de cimento do trecho liso do tubo.

Execução da boca de saída de concreto, destinada à proteção de saída e fixação do dreno ao talude ou encosta.